«Trezena de Santo António»: Terceiro dia

SANTO ANTONIO EM ORAÇÃO

«Saiu o semeador a semear a sua semente.» (Evangelho Lucas 8, 5). Este é o início da parábola do semeador, que muito inspirou a pregação do nosso Santo António, doutor evangélico, homem da Palavra! Esta oração, do Sermão da Sexagésima, nº 12, tem essa inspiração:

«Rogamos-te, Senhor Jesus, que nos faças terra boa, capaz de receber a semente da tua palavra e produzir fruto digno de penitência, para que possamos viver eternamente na tua glória. Auxilia-nos, tu que és bendito pelos séculos dos séculos. Amen.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
A humildade. Desejar ser ignorado e reputado por pouco é a perfeição da humildade. Abaixar-se em todas as coisas, e colocar-se abaixo de todos para crescer diante de Deus, morrer para si mesmo, para triunfar a glória de Deus: tal é o ideal que seguirá Santo António. Não podendo receber o martírio de sangue, devotar-se-á sem medida ao martírio da renúncia. Escondeu os seus talentos com tanto cuidado, que durante muito tempo os confrades olharam-no como ignorante…o guardião, por piedade, encarregou-o da lavagem da louça e da limpeza da casa. Santo António tudo aceitou sem dizer a menor alusão aos vastos conhecimentos teológicos recebidos…conhecer Jesus, e Jesus crucificado, amá-lo, unir-se-lhe, era sua única ambição. A humildade é o começo das boas ações, como o botão é o começo da flor.

AZULEJO DA RUA D. EDVIGES COSTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *