«Trezena de Santo António»: Décimo terceiro dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
No dia de Santo António de Lisboa, último da Trezena, rezemos com uma das suas orações mais belas; é dirigida a Jesus, de uma forma bem característica da espiritualidade franciscana – a devoção ao Nome de Jesus. Esta devoção tem origem em São Francisco de Assis e a expressão maior em São Bernardino de Sena. Santo António, no Sermão para o dia da Purificação da Bem-aventurada Virgem Maria, nº 10, reza assim:

«Ó doce Jesus! Que coisa há mais doce do que tu? A tua memória é mais doce que o mel e que todas as coisas, nome de doçura, nome de salvação. Que é, pois, Jesus senão Salvador? Portanto, bom Jesus, sê para nós Jesus por motivo de ti mesmo, a fim de que, tu que deste o início da doçura, isto é, a fé, nos dês a esperança e a caridade, para nela vivendo e morrendo mereçamos chegar a ti. Auxilia-nos com as preces da tua Mãe, tu que és bendito pelos séculos. Amen.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
Como terá surgido a tradição do pão de Sto. António? Diz a tradição que no dia 12 de Março de 1892, uma modesta cristã de Toullon, não conseguiu entrar na sua loja pois tinha perdido a chave. Mandou chamar um serralheiro que trazendo um molho de chaves trabalhou cerca de uma hora. Perdendo a paciência decidiu ir buscar ferramenta para arrombar a porta. Durante a ausência do trabalhador, a senhora, inspirada por Deus, fez uma promessa a Sto. António, prometendo pão aos pobres caso conseguissem abrir a porta sem a arrombar. Quando o serralheiro chegou ela pediu que tentassem uma vez mais as chaves antes de arrombar a porta, pois tinha feito uma promessa a Sto. António. O homem aceitou a proposta e pegando novamente no molho de chaves escolheu uma que abriu sem resistência a porta. Todos ficaram admirados e desde esse momento a devoção de oferecer pão aos pobres espalhou-se por todo o mundo. Sem dúvida que a caridade é uma virtude muito estimada pelo nosso Santo e que agrada a Deus.

IMAGEM DO SANTO ANTÓNIO E DA JANELA DO PÃO DOS POBRES DO NOSSO CONVENTO

«Trezena de Santo António»: Décimo segundo dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO

Santo António, na sua oração, dirige-se ao Pai, ao Espírito Santo, e a Maria; porém, é a Jesus que ele reza com mais frequência. É o caso desta, no Sermão para o dia de São João Evangelista, nº 5: «Ó amor de Jesus! Ó tesouro colocado no amor, sabedoria de inestimável sabor e ciência de conhecimento! Serei saciado quando aparecer a tua glória; e esta é a vida eterna: que te conheçam só a ti, Deus verdadeiro, e aquele que enviaste, Jesus Cristo. A ele seja dado louvor e glória pelos séculos eternos. Amen.»


SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO

Estando certa ocasião Santo António em pregação numa Igreja, entrou um homem, que pelos disparates e tolices que pronunciava, incomodava os que estavam presentes e, revelando toda a sua loucura disse: “- não me calarei, nem deixarei que tenham sossego enquanto aquele que está no púlpito não me der o cordão que traz no hábito. No mesmo instante Santo António atira-lhe com ele e o homem apertou-o a si, ficando tranquilo o resto da pregação.


IMAGEM DO SANTO PADROEIRO NO SEU NICHO NA ALDEIA

«Trezena de Santo António»: Décimo primeiro dia


SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO

Continuamos hoje com mais um exemplo da grande devoção mariana de Santo António, no seu Sermão do Natal do Senhor, nº 6: «Ó felicidade acima de toda a felicidade! Deste um Filho a Deus Pai! Qual não seria a glória duma mulher pobrezinha, se desse um filho a um imperador mortal? Quão maior é a glória da Virgem que deu um Filho a Deus Pai! Deu à luz o seu Filho. O Pai deu a deidade; a Mãe, a humanidade; o Pai, a majestade; a Mãe, a fraqueza. Deu à luz um Filho, o Emanuel, Deus connosco.»


SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO

Certa jovem romana, pobre, mas de pais ilustres, deixara-se enganar por um rapaz apaixonado, que a seduziu e prometeu casar com ela…mas passam dias, semanas e nada. Ela então recorre a Santo António, arrependida, e inicia uma novena para que o jovem cumpra o que prometera. No dia 13 de Junho, o rapaz entra na Igreja e quando dá com a imagem e o olhar de Santo António, ouviu este dizer-lhe: “- Hoje mesmo repararás a tua falta, senão…” o jovem quase desfaleceu. refletindo no mal causado, confessa-se, corre a falar com o pai da sua amada e pede-a em casamento, vivendo feliz para sempre rodeado de muitos filhos.


SANTO ANTÓNIO DE PORCELANA DA FAMÍLIA CAPA

«Trezena de Santo António»: Décimo dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
Hoje, liturgicamente, celebramos a memória de Maria, Mãe da Igreja. Santo António é um grande devoto de Maria. No Sermão da Anunciação, nº 6, o nosso Santo convida-nos a rezar, desta forma:

«Contempla o arco-íris, a beleza, a santidade, a dignidade de Maria Santíssima, e bendiz com o coração, com a boca, com as obras, o seu Filho, que a criou tal. De facto, ela, no esplendor da sua santidade, é muito formosa, entre todas as filhas de Deus; ela cercou o céu, isto é, abarcou a Divindade, com o círculo da sua glória, ou seja, com a gloriosa humanidade.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
A abstinência era uma das virtudes muito amadas de Sto. António. Numa sexta feira, depois do santo ter pregado uma grande missão, um herege convidou-o a jantar em sua casa…o mau homem, querendo acusar o Santo de hipocrisia, apresentou-lhe um prato de faisão e fingindo-se triste disse: “sei que é sexta feira e dia de abstinência, mas como não tenho mais nada para oferecer, deves comer o que te puserem à frente.”… o 
Santo abençoou a carne que logo se transformou num lindo peixe…quando o herege foi apanhar os restos para acusar o nosso santo ao Bispo apenas encontrou espinhas… arrependido e reconhecendo as virtudes do Santo, confessou-se e foi salvo.

AZULEJO DA IGREJA DO CONVENTO

«Trezena de Santo António»: Nono dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
Hoje celebramos a Solenidade do Pentecostes; celebramos a ação do Espirito Santo na Igreja. Santo António, no Sermão para este dia, nº 16, diz-nos:

«Falemos conforme o Espírito Santo nos tiver concedido que falemos, pedindo-lhe humilde e devotamente que nos infunda a sua graça, a fim de completar o dia do Pentecostes na perfeição dos cinco sentidos e na observância do Decálogo, e nos enchamos do espírito impetuoso da contrição e nos abrasemos com as línguas de fogo da confissão, para que, acesos e iluminados pelos esplendores dos santos, mereçamos ver Deus uno e trino. Auxilie-nos aquele que é Deus uno e trino, bendito pelos séculos dos séculos. Diga todo o espírito: Amen. Aleluia.»

E o nosso Santo, no Sermão do VI domingo da Páscoa, nº 9, reza ao Espírito Santo, com estas palavras:

«O Espírito Santo, que é amor do Pai e do Filho, se digne cobrir com a sua caridade a multidão dos nossos pecados. A ele é devida honra e glória pelos séculos dos séculos. Amen.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
Máxima do Santo: “A tua caridade para com o próximo deve manifesta-se de três modos: se te ofendeu, perdoa-lhe; se se afastou do caminho da verdade, instrui-o; se tiver necessidade, socorre-o”

«Trezena de Santo António»: Oitavo dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
«Uma mulher de entre a multidão, erguendo a voz, disse a Jesus: “Feliz e ventre que te carregou e os peitos que te amamentaram.”» (Lucas 11, 27). Inspirado por estas palavras, Santo António, no Sermão do III domingo da Quaresma, nº 3, reza desta forma:

«Bem-aventurado o ventre que te trouxe. É na verdade bem-aventurado quem te trouxe a ti, Deus e Filho de Deus, Senhor dos anjos, criador do céu e da terra, redentor do mundo. A Filha trouxe o Pai, a Virgem pobrezinha trouxe o Filho. Ó Querubins, ó Serafins, ó Anjos e Arcanjos, adorai reverentemente de rosto baixo e cabeça inclinada o templo do Filho de Deus, o sacrário do Espírito Santo, o bem-aventurado ventre cercado de lírios, dizendo: Bem-aventurado o ventre que te trouxe.»

SANTO ANTONIO NO CORAÇÃO DO POVO
Foi em Roma, em 1830. Uma criança de seis anos, brincava à beira de uma janela quando caiu do terceiro andar à rua. Vendo a criança cair a mãe exclamou “Santo António, rogai por nós!” assustadíssima desceu, julgando ter a criança morrido instantaneamente. No entanto, ela nada sofrera…”um frade, disse o pequeno, amparou-me nos braços e colocou-me docemente no chão”. A senhora conduziu-o à Igreja para dar graças a Deus. O menino, ao ver o quadro, exclamou: “olha ali, olha ali, o frade que me salvou!” O frade era o poderoso taumaturgo, Santo António de Lisboa.

SANTO ANTÓNIO DO LAR DE S. FRANCISCO E DA FAMÍLIA SANTOS

«Trezena de Santo António»: Sétimo dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
Tendo presente o amor a Deus e ao próximo, Santo António, no Sermão do XIII domingo do Pentecostes, nº 14, reza desta forma:

«Rogamos-te, Senhor Jesus, que nos ligues com o teu amor e o do próximo, a fim de com ele sermos capazes de te amar com todo o coração, isto é, fortemente, a fim de não sermos abstraídos, com toda a alma, isto é, sabiamente, a fim de não sermos enganados, com todas as forças e com todo o espírito, isto é, docemente, a fim de não sermos seduzidos e afastados do teu amor, e sermos capazes de amar o próximo como a nós mesmos. Auxilia-nos Tu, que és bendito pelos séculos dos séculos. Amen.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
Uma tarde, durante a oração que seguia o canto das matinas, os companheiros de Sto. António viram um bando de malfeitores a devastar a seara no campo vizinho, que pertencia a um dos benfeitores do convento. Correram a contar o sucedido ao santo. “Desenganai-vos, respondeu, é um artifício do demónio, que nada mais deseja que vos afastar por esse meio do exercício da presença de Deus”. Quando amanhceu, a seara estava intacta e os religiosos viram mais uma vez em que grande medida a alma do seu superior estava ornada dos dons do Espírito Santo.

SANTO ANTÓNIO DA FAMÍLIA DÂMASO E AZULEJO DA RUA DA SERRA, EM VARATOJO.

«Trezena de Santo António»: Sexto dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
Santo António reza a Cristo que nos liberta, que nos salva (Sermão do IX domingo do Pentecostes, nº 3):

«Ó Cristo, em Maria te tornaste caminho da humildade… Ó Verbo, lançado pelo coração do Pai cá para fora, caminha para a libertação do género humano, avança vitoriosamente para receber a humanidade e reina sobre o diabo vencido, para que digas: foi-me dado o poder no céu e na terra, a faz tudo isto na majestade do teu amor. Com ele expulsa a lepra da nossa iniquidade. Amen.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
Um dia, em Tolosa, um rico e poderoso incrédulo, chamado Guialdo, teve uma longa discussão com Sto. António, sobre a presença real de Nosso Senhor na Eucaristia! …o homem herege queria ver um sinal e disse. “tenho uma mula. deixarei o animal preso sem comer durante três dias. no fim desse dia levá-la-ei à praça pública em presença de todos, e lhe apresentarei a ração de aveia. Por vosso lado lhe mostrareis a hóstia, que segundo as vossas palavras, contém o corpo do homem-Deus. Se a mula rejeitar a aveia para ajoelhar-se diante da hóstia, eu me declarei católico…e ela dobrou os joelhos diante do Santíssimo Sacramento, em atitude de adoração.

AZULEJO DA IGREJA DO CONVENTO DE SANTO ANTÓNIO DE VARATOJO

«Trezena de Santo António»: Quinto dia

SANTO ANTÓNIO EM ORAÇÃO
A maior parte das vezes, a oração de Santo António é dirigida ao Filho, a Jesus Cristo. No entanto, o nosso Santo também reza às outras pessoas da Trindade, à própria Trindade, e a Maria. Esta, do Sermão da Purificação da Bem-aventurada Virgem Maria, nº 7, é dirigida ao Pai:

«Adonai, Senhor, Deus grande e admirável, a ti seja dado o louvor, a ti seja dada a glória, porque nos concedeste a salvação por meio da tua Filha e Mãe, a gloriosa Virgem Maria.»

SANTO ANTÓNIO NO CORAÇÃO DO POVO
Havia quatro séculos que Santo António de Pádua ilustrava o mundo com seus milagres, quando uma senhora de Bolonha, sem filhos, sabendo dos numerosos benefícios do taumaturgo, suplicou-lhe ter piedade dela… uma noite, num sonho misterioso, o santo apareceu-lhe e disse-lhe: “ide nove terças feiras seguidas visitar a igreja dos frades menores. Fazei aí a santa comunhão, e vossos desejos serão realizados”. Ela seguiu a prescrição do santo, e ele, por sua vez, mostrou-se fiel à promessa que fizera.

IMAGEM OFERECIDA POR UTENTE NO LAR DE S. FRANCISCO DE VARATOJO